Esses homens

“Esses homens que as mulheres detectam, seduzem, encerram em apartamentinhos de três cômodos e transformam em pais de família, esses homens que depois, com o tempo, percebem que essas mulheres com quem estiveram a vida inteira são umas perfeitas estranhas e nunca souberam nada sobre eles, nunca, nada, começando pelo básico, quem eram eles, quem eram de verdade, o que os fazia felizes, o que os deixava doentes, o que os enlouquecia de alegria, do que queriam fugir, com que paraísos sonhavam, e então morrem, e o médico diz ‘infarto’ ou ‘aneurisma’, mas na realidade morrem de amargura…”

– Alan Pauls in “El Passado”

Anúncios

4 comentários sobre “Esses homens

  1. Me tocou fundo esse excerto, Flavinha!
    Me fez pensar quão somos suscetíveis às vontades alheias, ignorando inúmeras vezes aquilo que realmente nos motiva a viver (ou sobreviver, se for o caso).
    Abandono de personalidade e sonhos é moléstia das mais graves!
    Beijos

    Curtir

  2. ótimo texto !! hehe…
    agora toda vez q ouvir sobre uma morte de infarto ou aneurisma de um homem casado.. irei desconfiar da amargura !!
    hauhau…

    Aah.. e sobre a “Adelaide”, q noticiário vc a viu ??
    Juro q ela é inteirinha minha !! auhauhu…

    bjOOs e t++

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s