Resenha: Branca dos Mortos e os Sete Zumbis


Livro: Branca dos Mortos e os Sete Zumbis
e outros contos macabros
Autor (a): Abu Fobiya
Editora: Nerd Books
Páginas: 240

Nota: 4
(sendo: 1- Não gostei 2- Gostei pouco; 3- Gostei; 4- Gostei bastante; 5- Adorei)

Sinopse:
“Branca dos Mortos e os Sete Zumbis” é o conto que abre o livro de mesmo nome pelo atormentado Abu Fobiya. Tal qual a caixa de pandora, uma vez abertas as páginas deste tomo macabro espalharão pesadelos e sortilégios ao redor do mundo.
Só por se tratar de contos de fadas, já quis ler. Adoro todas as versões e adaptações dos contos. Claro que eu tenho meus contos favoritos, quem não tem? Branca de Neve é minha princesa favorita, a pobre invejada menina de pele branca, lábios vermelhos e cabelos de ébano. Encanta-me as diversas ramificações do conto: ora ela morre com uma escova amaldiçoada enquanto penteia seus longos e negros cabelos, ora um laço de fita aperta-lhe o espartilho até tirar-lhe o ar, ora ela morre engasgada com uma maçã envenenada entregue por uma velha bruxa. O que nunca muda é a inveja de sua beleza e a inocência de seus atos em sempre receber os presentes.
Nas animações, é Rapunzel quem mais me alegra. Já assisti dezenas de vezes ao filme! E assisto toda vez que zapeando com o controle remoto, descubro que está sendo exibido em algum canal. Sua crise de consciência logo que consegue sair de sua torre leva-me a gargalhadas todas as vezes, sem exceção.
E nos filmes, “A Garota da Capa Vermelha” soube adaptar todos as características dos contos da Chapeuzinho Vermelho sem ser piegas.
Dos livros, terminei essa semana “Branca de Morte e os 7 zumbis”. É uma versão macabra dos contos cheia de zumbis, bruxas, vermes e muito sangue. O que gostei mais foi da conexão entre as histórias. Um exemplo, a bruxa de Branca dos Mortos era na verdade a Cindehella que perdeu sua beleza após sua dedicação às alquimias que aprendeu nos livros herdados do pai.
O texto é bem objetivo e a leitura flui rapidamente de forma bem agradável.
O prefácio do livro é do Eduardo Spohr.
Pra quem gosta de contos de fadas e curte essa sanguinolência, eu recomendado pois agrada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s