Missiva 1

F.

Começo a questionar se meus desabafos logo te encherão a paciência.
Um dia poderemos escrever um livro de cartas, recolhendo essa nossa troca de missivas?

Ando tão sem paciência, queria ir embora nesse exato momento.
Não me interessa esses desabafos sobre impostos e contratos e todas essas chatices do trabalho.
Queria uma sala só pra mim, isolada acusticamente, onde eu pudesse ter uma fonte de água corrente como trilha sonora para minha alma viajar.

Comi um chocolate branco. E isso não me fez mais feliz, não hoje.

Não suporto mais as pessoas.
Principalmente quem me pergunta “te fiz alguma coisa?”. E eu me auto-questiono, aguentaria tal pessoa todas as verdades do meu comportamento?
Sim, fez-me algo tal pessoa. Nem me recordo mais o que exatamente, mas não sou de segundas chances. Portanto, não me magoará mais.
E assim, isolo-me do universo. Evito inclusive as primeiras chances. Fecho-me as novas oportunidades. Não crio mais expectativas.

E a vida passa.
O relógio não espera nada. Nem a cura, nem o perdão, nem o crescimento espiritual.
Apenas segue seu trabalho.
E portanto, sigo o meu também.

F.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s