Eterno e passageiro

— O quê? — você deu um meio sorriso. — Estou pensando nas estrelas.

— O que tem elas?

— Como tudo é eterno e passageiro ao mesmo tempo.

— Como assim?

Você falava ainda olhando o céu noturno.

— Bem, aquela estrela lá longe, à minha direita, está piscando alucinadamente; mas por quanto tempo ela vai continuar piscando?

Uma hora, duas ou por um milhão de anos? E por quanto tempo vamos ficar sentados assim? Só por mais alguns momentos ou pelo resto das nossas vidas? Você sabe qual opção eu escolheria…

Lucy Christopher in “Raptada: Carta ao meu Sequestrador”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s