O mundo torna-se sonho

O poeta “Novalis”, um dos jovens gênios da Alemanha, afirmou: “O mundo torna-se sonho, o sonho mundo”. Ele escreveu um romance medieval com o título “Heinrich von Ofterdingen”, que ainda estava incompleto quando o autor morreu em 1801, mas que teve grande importância para o Romantismo.
Nele lemos que o jovem Heinrich procurava a “flor azul”, que vira uma vez em sonhos e da qual se finava de saudades desde então. O poeta romântico inglês Coleridge exprimiu a mesma idéia do seguinte modo:

“What if you slept?
And what if, in your sleep, you dreamed?
And what if, in your dream, you went to heaven
and there plucked a strange and beautiful flower?
And what if, when you awoke,
you had the flower in your hand?
Ah, what then?

(E se adormecesses?
E se, no teu sono, sonhasses?
E se, no teu sonho, subisses aos céus
e ali colhesses uma estranha e bela flor?
E ainda se, ao acordares,
tivesses a flor na tua mão.
Ah, como seria, então?)”:

Jostein Gaarder in “O mundo de Sofia”

Anúncios

Um comentário sobre “O mundo torna-se sonho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s