Ampliação da compaixão

Tinha tanta pena dela que levei anos a perceber que o amor não era uma ampliação da compaixão.
Claro que a amava. Talvez lhe dedicasse um amor semelhante ao que ela tinha por mim; uma embriaguez de auto-complacência.
Amá-la por sobre todos os seus defeitos, reconhecendo-lhe a mesquinhez e a miopia moral, fazia de mim um ser melhor.
Amámo-nos para nos engrandecermos.

Inês Pedrosa in “Fazes-me Falta”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s