Sense8, a série

Criada pelos irmãos Wachowski (Matrix) e J. Michael Straczynski, a série narra a história de 8 pessoas de diferentes nacionalidades em diferentes cidades do mundo que estão ligadas mentalmente. A princípio, elas descobrem isso ao acaso e vão tentando entender e se adaptar à essa situação. Tudo isso em meio aos dramas pessoais de cada um enquanto estão sendo caçadas por um grupo que não aceita essa condição. É um x-men moderno onde todo mundo é uma espécie de Jean Grey. Tá, essa comparação não chega aos pés do que a série é.

Cada protagonista tem um drama pessoal, e sem perceber ou às vezes pedindo, é ajudado por outro protagonista. Cada um possui uma habilidade especial que é exatamente o que falta num outro. Ficou confuso? Vou simplificar, um é fã de Van Damme – inclusive há cenas hilárias desse personagem – mas não sabe lutar e a Sun, personagem coreana, é uma lutadora e assume a mente/corpo do Capheus e empresta suas habilidades na hora que ele precisa. Até o personagem Lito – um ator mexicano, cuja principal habilidade dele é mentir, como ele diz num episódio, é fundamental numa situação futura.

As cenas onde os personagens senses se misturam e se completam numa mesma situação são excepcionais. Não é tanto efeito gráfico, mas uma câmera bem posicionada e um jogo de imagem que corta de um ator para outro, dá a impressão que é uma única pessoa e são todos aos mesmo tempo.

A série tem uma trilha sonora pra todos os gostos, que vai desde uma canção cantarolada por todos, uma música mixada por uma DJ e um concerto de piano, trilha de uma das cenas mais bonitas da série.

Mas pra mim, o forte mesmo da série, não foram as cenas de ação (que são muitas e todas do jeito que eu, particularmente, gosto) ou mesmo os romances, ou ainda esse jogo de ser um ou outro conforme a situação exige. O que é sensacional é a forma como os personagens crescem como pessoa. Aprendem com as diferenças culturais, sociais e familiares. A série é ainda recheada de lições e cenas de inundar os olhos de lágrimas.

Ouvi que a série vai ter uma segunda temporada mas serão outros personagens. Tomara que sim, tomara que não. Eu adoraria saber mais desses personagens que já amo, mas adoraria ficar surpreendida com histórias, fraquezas e lições novas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s