Das viagens românticas a eras passadas

Acabei assistindo duas séries com esse tema e resolvi fazer um Top 3 de histórias românticas que o tema é viagem a Eras Passadas. Reparem, não é simplesmente uma viagem no tempo, é uma viagem a uma Era onde a língua, a moeda, os costumes, já não são os mesmos. E isso dificulta a vida do nossos mocinhos!

  • Splash Splash Love: Série coreana que conta a história de uma adolescente ruim em matemática, que perdeu os prazos das faculdade e agora só resta prestar o SAT (tipo de ENEN). Ela é bem despreocupada, gosta de ficar assistindo séries, comendo tangerina e nada de estudar. Aí no dia da prova, chove, ela perde o guarda chuva, se atrasa e pronto! Desiste da prova! Ela está tão triste que vai passear num parque e encontra uma poça d’água meio estranha, porque ela consegue ver coisas dentro da poça. Aí ela coloca o pé e ele afunda e então… tchibum! Ela mergulha da poça que vira uma espécie de portal que leva ela para uma era antiga da Coréia. Nessa era, o Rei quer aprender matemática, está sem chover há anos, o sogro do Rei quer dar um golpe de Estado e nossa estudante surge do nada no meio de um ritual para a chuva. Na confusão, acham que ela é um eunuco (um rapaz que foi bem… decepado) e só por isso ela tem uma chance de ensinar matemática para o Rei.
    O enredo pareceu estranho? Mas é tão fofo e engraçado! Vocês precisam ver!
    Ela vai descobrindo que ela é útil sim (porque ela se achava inútil, todo mundo sabe que vestibular dá mesmo um desânimo na vida) e o Rei vai dando os primeiros passos pra transformar a Coréia num país desenvolvido.
    Aí, alguém descobre que ela é menina e tem o outro mocinho/vilão que a gente não sabe de que lado ele está até o último momento, a gente torce pra chover e ela se salvar, mas também pra ela ficar com o Rei, enfim, é um típico Dorama de 2 episódios só.

  • Meia Noite em Paris: existem dois tipos de pessoas: as que amam e as que odeiam Woody Allen. Eu sou do tipo que ama, após uma maratona de no mínimo 20 filmes dele, acabei tomando gosto por esse jeito meio despojado de contar uma boa história.
    Meia Noite em Paris narra a história de um escritor que viaja com a família (noiva e sogros) para Paris. Lá ele busca inspiração para terminar seu livro. E numa noite mágica, quando ele estava caminhando sozinho pela noite de Paris se sentindo triste e abatido, desanimado da vida, aparece uma carruagem que dá carona para ele. Ele acha que é piada, mas dentro está um de seus escritores favoritos. Essa carruagem mágica leva ele para a época de quando os maiores escritores de que nosso mocinho é fã, viveram. Durante a noite ele vive entre os escritores, músicos da época, pegando dicas, convivendo nas noitadas deles. E de manhãzinha, ele volta pra vida que ele considera sem graça nos dias atuais, questionando sua vida e seu relacionamento.
    Durante a noite, ele conhece uma moça e se apaixona. E tenta viver esse amor. Pra ele tudo é perfeito, afinal, ele está na época que era mais fã, com uma namorada linda, mas ela… ela odeia o tempo que vive! Para ela, bom mesmo era a Belle Epoque, ela também queria viver no passado que ela considera bom.
    Então tem esse conflito de desejos, de ambições. Se o amor resiste ou não, só assistindo. Filmaço mesmo, super recomendo.

  • Transcendente: Livrinho despretensioso que comecei a ler porque vi muita gente elogiando. Conta a história de um homem das cavernas. Sim, isso mesmo que você leu. Portanto, não há diálogos no livro, exceto uns rugidos e o início da linguagem quando a nossa mocinha do futuro aparece.
    A história é narrada pelo nosso Homem das Cavernas e ele vai tentando conquistar a mocinha, porque ele não entende como uma pessoa não queira viver em grupo, afinal é mais seguro e mais fácil de caçar e se proteger. É sensacional!
    A mocinha, que só vamos descobrir no fim, de que Era ela veio, sabe muita coisa: como fazer fogo, como cozinhar e estocar/conservar comida, ela tem hábitos de higiene muito confusos para nosso mocinho e ela faz algo extraordinário! Ela faz potes! Os potes ajudam a transportar e guardar mantimentos para os tempos de estiagem. É uma história sobre evolução e respeito, sobre aprender e superar as diferenças. É lindo de viver!

Claro que existem muitos outros filmes, séries e livros sobre viagens no tempo, até mesmo para eras passadas ou futuras. Mas eu selecionei os que gostei mais e podem agradar mais pessoas. Principalmente pelo bom humor que todas essas histórias apresentam.
E você, tem um Top 3? Gostou do meu? Recomenda algum?

Anúncios

3 comentários sobre “Das viagens românticas a eras passadas

  1. Eu também AMO Woody Allen! E “Meia Noite em Paris” é meu filme preferido dele… Nem sei quantas vezes assisti… Acho que sei os diálogos de cor…
    Um beijo grande e um lindo domingo!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s