Vida reclusa

Ao estar determinado a viver infeliz, estava vivendo uma vida reclusa.
E ela voou direto para o meu coração.
Assim como ela disse, eu era incapaz de ter emoções.
Estava vivendo a minha vida sem saber se estava feliz ou triste.
Era incapaz de ter emoções.
Estava tão irredutível que não sentia nada.
É por isso que devo ter visto a minha morte.
Do que irei me arrepender quando eu morrer?
Mesmo após ter sido tão magoada, ela não teve medo de vir correndo chorando e pedindo para amar de novo.
Com um coração maleável que se renovava mais uma vez, eu a vi correndo até mim destemidamente.
Estranhamente, me senti aliviado e quis ficar com ela.
Desejando que um pouco da energia dela fosse passada para mim.
Agora é a minha vez de enchê-la de amor.

– Another Miss Oh

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s