Nana

Acho que Nana foi meu primeiro anime, pelo menos é o que eu me lembro de amar loucamente essa história, esses personagens e chorar por essa história não ter tido um fim.

Duas garotas chamadas Nana se encontram em um trem rumo a Tóquio por acaso. Depois de uma série de coincidências, elas acabam vivendo juntas em um apartamento de número 707 (“nana” significa “sete” em japonês). Apesar de terem personalidades e ideais diferentes, as duas acabam se tornando amigas “por obra do destino”.

Uma é roqueira e tem uma banda. Só que o namorado dela é de outra banda, eles meio que tiveram um desencontro de objetivos profissionais e por isso se separaram.

A outra Nana é a famosa “sonsa-fofa”. Vocês conhecem personagens assim. Elas caem, fazem besteiras, choram a toa, pagam mico a toda hora e você se apaixona perdidamente por elas.

A história já foi adaptada em dois filmes e um anime. E não teve fim! E hoje li a notícia de que a autora, Ai Yazawa, revelou que deseja um dia terminar seu mangá NANA, que está em hiatus desde 2009. Ela também pediu desculpas aos fãs por fazê-los esperar todo esse tempo.

O mangá foi lançado em 2002 e em 2009 entrou em hiatus devido a internação da autora por conta de uma doença não revelada. Em 2010 foi anunciado que Ai Yazawa saíra do hospital mas não tinha planos de quando ou se voltaria a trabalhar no mangá. Com 21 volumes até o momento, a obra é publicada aqui no Brasil pela editora JBC.

Fonte: Crunchyrol

#BEDA18

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s