Avaliação do BEDA

O primeiro blog que eu tive era um diário. Eu contava meu dia-a-dia, desabafava e rascunhava um texto ou outro. Mas com o tempo, vieram comentários maldosos a respeito dos meus desabafos e não da minha “literatura”. Foi aí que meio que parei.
Passei a usar textos de outras pessoas para refletir o que eu sentia e pensava naquele dia. Isso também foi mudando com o tempo, quando começaram os comentários questionando a autoria das frases.
Por fim, o blog virou isso que vocês conhecem: trechos de livros que eu mesma li, falas de um filme e meu novo jeito de desabafar, mais poético e por vezes ficcional, que são as cartas. Raras vezes eu compartilho ou busco citações por aí, e quando o faço, tento ao máximo verificar a autenticidade.

A frequência também é importante para mim. Nunca coloco o mesmo autor em dias seguidos. Gosto de intercalar com outras citações, até de outras mídias.
Nesse ponto, o wordpress é sensacional, pois permite o agendamento de posts e assim, muitas vezes eu deixava 10, 15 citações agendadas e ninguém percebia/sabia que eu não logava nesse blog há semanas.

Isso, porque meu tempo foi ficando escasso para esses prazeres da vida. Esse ano, estou terminando agora, a leitura do segundo “livro de romance”. Se olhar o histórico de leituras, desde que comecei a contar passei dos 20 em quase todos os anos. E sem leitura, não há citações. E sem citações, esse blog tem tido posts cada vez mais esporádicos.

Eu não escrevo/colo minhas citações para obter audiência, mas não posso negar, que o retorno estimula, faz querer ler mais, escrever mais, melhorar. Lá no início dessa vida de blogueira, haviam os comentários, eram poucos, mas era um canal de comunicação. Hoje, as pessoas “curtem” e acaba ali a interação. Acho que até mesmo os blogs estão mais abandonados, as pessoas não escrevem mais, não leem. A moda é ser youtuber, snapchatter.

Enfim, avaliando essa proposta de postar todos os dias de Agosto, concluo que foi um objetivo exclusivo para o autor do blog. Para que ele tenha mais disciplina, se organize, busque mais daquilo que seu blog expressa. O que faz disso meio que uma obrigação. E sem retorno ou reconhecimento.

E esse blog aqui, não é obrigação. É um prazer raro, um escape, um pouco de sonho.
É homeopatia. São gotinhas de florais. Que se a gente deixa de tomar não mata. Mas quando a gente toma, nos faz sentir esperança.

Um comentário sobre “Avaliação do BEDA

  1. Parabéns pelo seu blogue! Eu também faço como você. Poderia ter escrito o seu último parágrafo.
    Acho que é bom partilhar citações de livros de que gosto, que me disseram alguma coisa e que talvez venham a ser importantes também para outra pessoa.
    Espero que continue por muito tempo!🙂

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s