Não amei, mas sonhei

É só meu sonho dar um passo e eu já vou sentando minha privada tristeza no passeio público.
Volto onde eu não amei, mas sonhei ser amada.

Mia Couto in “O Fio da Missangas” (Meia culpa, meia própria culpa)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s