Um mundo fantástico dentro da gente

As vezes a vida do lado de fora é bruta demais, é preciso criar um pouco de fantasia e esperança pra sobreviver ao dia-a-dia. Essa listinha são de personagens que possuem uma imaginação muito grande a ponto de afetar a vida de outras pessoas e deixar, por assim dizer, mais bela.

    • A vida é bela – Na Itália dos anos 40, Guido (Roberto Benigni) é levado para um campo de concentração nazista e tem que usar sua imaginação para fazer seu pequeno filho acreditar que estão participando de uma grande brincadeira, com o intuito de protegê-lo do terror e da violência que os cercam.
      O filme levou o oscar de melhor filme estrangeiro, tirando a estatueta do Brasil que concorria com “Central do Brasil”.
      A história é muito triste, porque afinal a gente sabe como foi a vida dos presos em campos de concentração, mas a dedicação desse pai é de arrancar lágrimas. Ele conseguiu transformar dias tristes, numa grande gincana e dar um pouco de alegria para a família. Toda vez que ele tinha oportunidade, conseguia chegar no microfone do campo e dizer “buongiorno, principessa!!”.
      É uma ótima oportunidade de conhecer o cinema italiano.

    • O Fabuloso Destino de Amélie Poulain – Outro filme de língua não inglesa. Depois de estudar francês por cinco anos, tenho uma empatia muito grande com o cinema francês. Não dá pra me considerar uma fã, mas já assisti muitos filmes excelentes desse país.
      Faz tanto tempo que vi o filme, que peguei a sinopse do filmow: “Após deixar a vida de subúrbio que levava com a família, a inocente Amélie (Audrey Tautou) muda-se para o bairro parisiense de Montmartre, onde começa a trabalhar como garçonete.
      Certo dia encontra uma caixa escondida no banheiro de sua casa e, pensando que pertencesse ao antigo morador, decide procurá-lo e é assim que encontra Dominique (Maurice Bénichou). Ao ver que ele chora de alegria ao reaver o seu objeto, a moça fica impressionada e adquire uma nova visão do mundo.
      Então, a partir de pequenos gestos, ela passa a ajudar as pessoas que a rodeiam, vendo nisto um novo sentido para sua existência. Contudo, ainda sente falta de um grande amor.”
      A graça do filme é a forma como Amelia passa a ver a vida e ajudar todos ao seu redor. Mas acho que mais marcante mesmo é a história do gnomo que inclusive já foi utilizado em vários filmes e propagandas. Ah, a idéia do gnomo não foi original do filme, não, foi uma brincadeira de internet que aconteceu na Europa e inspirou o autor da história.
      Depois que a mãe de Amélie morre, o pai dela não sai mais de casa e só pensa em cuidar do jardim, onde cria um pequeno mausoléu para abrigar as cinzas da esposa. Até um anão ele coloca lá. Certo dia, o gnomo danado some e o pai de Amélie começa a receber fotos do pequenino em várias partes do mundo.
      É um filme pra repensar a vida cotidiana, e enxergá-la com mais poesia e alegria.

    • Kodaike no Hitobito – Hirano Kie é uma funcionária comum de uma empresa, introvertida e com uma imaginação fértil. Já Kodai Mitsumasa trabalha na mesma empresa, mas ele é um assalariado de elite e bem sucedido. Ele é o filho mais velho da família Kodai e possui uma habilidade especial: ele é capaz de ler a mente de outras pessoas. Mitsumasa se sente atraído pelo coração caloroso de Kie e seu temperamento sonhador. Eles começam a namorar, mas a mãe de Mitsumasa é contra o relacionamento.
      Kie não sabe, mas quase todos os membros da família Kodai tem o mesmo poder, incluindo sua irmã mais nova Shigeko, seu irmão mais novo Kazumasa e sua mãe Yoko. O único que não consegue ler a mente das pessoas é o pai Shigemasa Junior.
      A história é divertida pelos pensamentos sonhadores e caricatos de Kie. Ela tem respostas divertidas para as situações mais adversas, por exemplo, quando ela se questiona o teria de impressionante para conquistar uma pessoa tão rica e importante como Mitsumasa, ela recorda que aprendeu a “nadar peito” quando criança e começa a sonhar com uma campeonato onde ganha o primeiro lugar – o que a tornaria merecedora desse relacionamento.
      Entretanto, quando Kie descobre que seus pensamentos são lidos/ouvidos por todos da família, ela sente muita vergonha e repensa seu relacionamento.
      É um filme divertido, romântico e com uma pitada de drama.
      Filminho japonês, pra se divertir numa tarde.

Anteriormente eu já fiz a listinha de mocinhas que se passam por meninos e das viagens românticas à eras passadas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s