Um simples olhar

“O brilho que viu nos olhos de Seyit não era diferente do que havia nos seus próprios. Talvez nunca voltassem a se encontrar, mas ela havia se tornado sua prisioneira, uma prisioneira para toda a vida e tudo por causa de um simples olhar. Shura estremeceu. Alguma coisa lhe dizia que estava perdidamente apaixonada e que essa paixão lhe traria muito sofrimento.”

Nermin Bezmen in “Kurt Seyit & Shura”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s