Nada resta

– O fogo consome. – Lorde Beric estava em pé atrás deles, e havia algo na sua voz que silenciou Thoros de imediato. – Ele consome, e quando termina, nada resta. Nada.

R.R. Martin in “A Tormenta da Espada”

Anúncios

Primeiro vivemos

Ele devolveu o beijo, apesar de tudo. Quando enfim se separaram, Ygritte estava corada.
– É meu – sussurrou. – Meu, como eu sou sua. E se morrermos, morremos. Todos os homens têm de morrer, Jon Snow. Mas, primeiro, vivemos.
– Sim, – A voz de Jon estava pesada, – Primeiro vivemos.

R.R. Martin in “A Tormenta da Espada”

Monstros e cavaleiros

– Isso não vai ser uma daquelas histórias de amor, não é? – perguntou Bran, desconfiado. – O Hodor não gosta lá muito dessas.
– Hodor – disse Hodor, concordando.
– Ele gosta das histórias em que os cavaleiros lutam com monstros.
– As vezes os monstros são os cavaleiros, Bran.

R.R. Martin in “A Tormenta da Espada”

Só porque podem fazer

– Ela nunca fez mal a ninguém, nem mesmo a Theon. Só contava histórias. Theon não ia fazer al a alguém assim. Certo?
– Algumas pessoas machucam outras só porque podem fazer isso. – disse Jojen.

R.R. Martin in “A Tormenta da Espada”

Fazer nada

As vezes – disse Catelyn lentamente -, a melhor coisa que podemos fazer é nada.

R.R. Martin in “A Tormenta da Espada”

Falsidades

Uma voz pode proferir falsidades, mas em muitas sempre é possível encontrar verdade.

R.R. Martin in “A Tormenta da Espada”

Não são as muralhas

– Winterfell já não existe. Theon Greyjoy passou o archote nele.
– O granito não arde facilmente – disse Stannis. – O castelo pode ser reconstruído, a seu tempo. Não são as muralhas que fazem um senhor, é o homem.

R.R. Martin in “A Tormenta da Espada”

São vento

Palavras. Palavras são vento.
(…)
– Onde vou encontrar o vento que empurrará Rei Stannis até seu trono?
O meistre riu daquilo,
– E aí está, senhor. As palavras são vento, entende?

R.R. Martin in “A Tormenta da Espada”

Não é quando se morre

“Todos os homens morrem” quase conseguia ouvi-la dizer “e as mulheres também, e todos os animais que voam, nadam ou correm. Não é quando se morre que importa, é como, Jon Snow”.

R.R. Martin in “A Tormenta da Espada”

Canções

No fim, somos todos só canções. Se tivermos sorte.

R.R. Martin in “A Tormenta da Espada”